Blog

3

Batismos no Sertão: veja depoimentos e galeria de fotos

Pouco antes de subir aos céus, Jesus deixou uma ordem aos seus discípulos “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado.” Esse ensinamento está sendo cumprido no Sertão: no último ano, foram mais de 400 batismos em várias localidades. Em 2019, já há bênçãos para contabilizar, como os batismos na base de Mirangaba, na Bahia.

O Pastor Carmelino Roque da Silva, responsável pela base de América Dourada (BA), explica a importância do batismo no Sertão. “É algo que mexe muito com a comunidade. A nossa região, por exemplo, ainda não tinha tido batismo. Esse ato de fé é muito importante, ele é um marco de uma mudança de vida. Muitas pessoas que não conheciam o Evangelho agora estão batizadas”, completa Carmelino.

A jovem Milena de Jesus Silva, de 13 anos, foi batizada em novembro do ano passado na base de América Dourada. “O batismo foi um momento muito bom, muito especial. Conversei com os meus pais e decidi que queria participar. Frequento a igreja há dois anos e, agora, posso participar da Santa Ceia”, conta.

O missionário Marco Antônio Guerra Alves, responsável pela base de Mirangaba, realizou recentemente o primeiro batismo da região. “Estamos prestes a completar um ano da base em Mirangaba, então esse foi um marco muito importante que mostrou que já começamos colher os frutos do nosso trabalho”, complementa.

Confira algumas imagens dos batismos no Sertão:

  

2

A mulher sertaneja merece homenagens

Por: Matheus Barbosa Ramos

Estatísticas mostram números alarmantes referentes a todo tipo de violência contra a mulher: física, psicológica, moral, sexual, cárcere privado, ofensa verbal, homicídio, etc. Nesse contexto está a mulher sertaneja, muitas vezes sem rumo e sem beira, carregando um sofrimento que se confunde com uma sede, não de água, mas de alívio.

Também nesse contexto está a Igreja de Cristo, cumprindo o seu papel, levando à mulher sertaneja a Água da Vida. Foi o que aconteceu em povoados como Barriguda do Aníbal, Ourolândia, Malhadinha e Caturama, na Bahia, onde as mulheres foram homenageadas.

De uma forma simples e dinâmica, elas foram acolhidas com palavras de otimismo, lembranças e palestras. Nessas oportunidades, foi apresentado à mulher sertaneja, Jesus Cristo, o único capaz de oferecer um futuro seguro, independentemente de qualquer passado.

É a Igreja de Cristo Jesus levando esperança à mulher sertaneja!

As moradoras da pequena cidade de Ouricuri-PE ganharam chocolate. De casa em casa, nossos missionários levavam carinho às mulheres.

Em Ourolândia, nossos missionários realizaram um chá só para elas!

Em Caturama, um chá da tarde recebeu 40 mulheres. Tivemos palestras sobre o valor da Mulher segundo a bíblia.

Em Junco, comunidade rural de Casa Nova, um culto especial homenageou as mulheres!

1

Por que ser um missionário? Confira os depoimentos!

Missionário é aquele que anuncia o Evangelho, levando os ensinamentos e o testemunho de Jesus Cristo pelo mundo. No Sertão, não é diferente: só no último ano, mais de 900 pessoas passaram por lá em caravanas missionárias, além daqueles que moram e atuam diretamente no Sertão por meio da AMES.

Separamos alguns depoimentos de missionários que espalham o amor de Cristo pelo Sertão. Confira!

“Ser missionário é entender que sua vida é um instrumento de Deus na terra. Queremos ser canais de bênçãos sem medidas na vida deste povo, que anseia pela presença de um Deus vivo e misericordioso. Já temos visto as coisas lindas que o Pai tem nos permitido fazer e os resultados que elas têm gerado. Acredito muito que o amor de Deus é transformador e essa é uma verdade que tem se concretizado na vida de muitas famílias as quais temos evangelizado”

Pr. Plínio Fabrício Santos, Miguel Calmon/BA

“O trabalho missionário é um chamado de Deus. No começo, logo quando você entende o chamado, é um pouco difícil. Mas Ele vai nos ajudando e dando força para continuar esse trabalho lindo. O que nos move é ver pessoas e povoados serem transformados por meio da palavra de Deus. É muito gratificante”

Bernardino Firmino da Silva – São Gabriel/BA

“Queremos levar a palavra de Deus, que é fonte de água viva, para as terras secas do Sertão. Vamos a vilarejos que estão esquecidos por muitos e que o Espírito Santo tem nos conduzido a levar as boas-novas da palavra de Cristo, porque sabemos que não há nenhum lugar do mundo esquecido aos olhos daquele que cuida de nós. O ‘Ide e pregai o evangelho’ faz parte do meu DNA. Vamos avançar, vamos vencer e contamos com mais voluntários – pessoas que entendem a importância de obedecer esse decreto.”

Pr. Ralison Costa, Petrolina/PE

Quer se tornar um missionário e fazer parte da transformação de vidas por meio da Palavra de Deus?

Hoje, AMES conta com missionários em três estados brasileiros: Bahia, Pernambuco e Piauí. Se você tem o desejo de se tornar um missionário e levar a palavra e o amor de Deus pelo Sertão, peça para a sua liderança pastoral entrar em contato com a nossa equipe. Conheça mais sobre os nossos projetos!

1

Batismo em Mirangaba: frutos do trabalho missionário

Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”.

O Batismo é uma decisão muito importante na vida de todos aqueles que seguem a Jesus. Segundo passagens bíblicas, esse acontecimento é uma forma simbólica de anunciar que aceitou Jesus como seu Salvador. E no Sertão, não é diferente: no dia 12 de janeiro, três pessoas tiveram a oportunidade de viver essa experiência na base de Mirangaba, na Bahia.

A jovem Letícia Santos França, de 14 anos, foi uma delas! Ela foi batizada ao lado da mãe, Cleidiomar Santos de Deus, e de Luciomário Lima do Nascimento, que também frequenta a base. O missionário Marco Antônio Guerra Alves, responsável pela base de Mirangaba, explica que foi o primeiro batismo na região.

“Estamos prestes a completar um ano da base em Mirangaba, então esse batismo foi um marco muito importante que mostrou que já começamos colher os frutos do nosso trabalho aqui. Isso é muito gratificante. E foi ainda mais especial, pois tivemos a presença de uma caravana missionária que estava na região”, conta Marco.

Confira algumas imagens do Batismo em Mirangaba (BA):

 

1

Caravana Missionária 2019: imersão na fé!

A primeira Caravana Missionária de 2019 foi cheia de bençãos: em janeiro, cerca de 900 caravanistas chegaram ao Sertão, em 21 caravanas, no intuito de pregar o evangelho restaurador. Veja como foi!

Visitas, gincanas e música

Pela primeira vez no Sertão, a estudante Luana Adami Meneghel, de 18 anos, membro da Igreja Batista do Vale, se encantou com o trabalho missionário realizado pela AMES.

“O que mais me impactou foi a questão da miséria. A ficha logo cai do quanto nós temos e não damos valor. Nós vamos ao Sertão achando que iremos ajudar e ensinar, mas acabamos aprendendo e sendo ajudados. Eles nos recebem com muito amor e carinho”, conta Luana.

Durante a caravana, a missionária participou de algumas atividades, como visitas às casas, gincanas com as crianças, distribuição de doações e até do ministério de louvor nos cultos.

Alegria no Sertão

Quem também participou da Caravana Missionária foi Markson Maique de Alencar Silva, de 22 anos. Ele é membro da Igreja Assembleia de Deus Argola, em Vila Velha, e foi para a base missionária de América Dourada, na Bahia.

Foi a segunda vez que o missionário esteve no Sertão. “Foi muito impactante. Dessa vez, passei por uma região mais seca, onde os sertanejos têm mais dificuldade ao acesso à água. Mesmo com todas as dificuldades, eles nos recebiam com sorriso no rosto”, completa.

Ajuda ao Sertão

Mais do que o testemunho da salvação, as caravanas missionárias também levam ajuda em várias áreas aos sertanejos, como:

• Atendimento médico, dentário e psicológico

• Doação de cestas básicas

• Material de higiene pessoal

• Kit Escolar

• Brinquedo

• Roupas (Infantil e Adulto)

• Calçados (Infantil e Adulto)

• Fralda Geriátrica

Quem também foi ao Sertão

 

                                     

Separamos algumas fotos para você ver como foi a Caravana Missionária 2019. Confira!

Conheça a AMES!

Para saber mais sobre a importância do trabalho missionário, clique aqui! Conheça nossos projetos e saiba como ser um voluntário e nos ajudar a levar sorrisos para o Sertão. Contamos com você!

Crédito das imagens: Luana Adami Meneghel

1

Oficinas para mulheres: talento multiplicado no Sertão

Dons são presentes que recebemos de Deus. Você sabia que nós podemos – e devemos – compartilhar esses talentos com os nossos irmãos? Nesse caso, a matemática é diferente: tudo que é dividido, é multiplicado! Prova disso é a história de Kátia Barbosa Ribeiro, uma missionária que já foi ao Sertão quatro vezes, por meio de caravanas, para propagar o amor de Jesus.

Ex-artesã, Kátia aproveitou a obra missionária para dividir seus conhecimentos com as mulheres sertanejas. Ela conta que foi ao Sertão pela primeira vez há seis anos e, desde então, já ministrou cursos de moldes vazados, laços e flores de EVA. “É uma forma de repartir o que eu sei fazer. É muito gratificante ver a dedicação dessas mulheres em aprender algo novo”, explica Kátia.

Retorno positivo

Em um dos cursos, ministrados durante uma missão em Afrânio, em Pernambuco, Kátia conheceu a sertaneja Rejane Lucas da Silva. Dias depois de voltar para sua cidade natal, a missionária recebeu uma mensagem da aluna contando que havia decorado a festa de 15 anos de sua filha com as flores de EVA.

“Vi a dedicação dela no curso, a presenteei com um kit de peças para fazer pétalas de flores de EVA e ensinei a fazer buscas na Internet para aprender a fazer novos materiais. Quando voltei para o Espírito Santo, ela me enviou várias fotos do aniversário da filha dela”, completa.

             

Aniversário e até fonte de renda

Após comemorar o aniversário da filha Joyce, Rejane continuou se dedicando ao artesanato. “Costumo dizer que me descobri como artesã. A Kátia me ensinou e ajudou muito, sempre com muito carinho. Agora, o meu desejo é ir além. Quero abrir o meu próprio negócio e viver do artesanato aqui no Sertão”, completa Rejane.

Conheça a AMES!

Assim como a Kátia, muitos missionários dedicam seu tempo para levar o amor de Deus ao Sertão! Você também pode nos ajudar com orações, sendo um missionário ou com doações para que a AMES continue com a obra missionária. Abrace essa causa!

0

Missões: por que contribuir?

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Esse versículo da Bíblia, encontrado em Marcos 16:15, explica a motivação da Agência Missionária do Sertão (Ames): levar a palavra de Deus e transformar a vida de milhares de sertanejos que vivem no Sertão nordestino.

Contamos com auxílio de vários missionários, pastores e voluntários. E, para continuar com este trabalho, também precisamos de você. Continue lendo, saiba por que contribuir e como ajudar a AMES a mudar vidas por meio do amor de Deus!

Trabalho missionário

Escolhemos impactar, transformar vidas e participar do avivamento por meio do Evangelho no Sertão nordestino. Diariamente, nossos missionários, pastores e missionários realizam cultos e visitas a casas nos povoados do interior da Bahia, Piauí e Pernambuco. Só no último ano, mais de 900 pessoas participaram de caravanas missionárias e espalharam o amor de Deus para os sertanejos. Também construímos mais seis igrejas nos povoados de Umburanas, Caturama, Ourolândia e Mirangaba.

Importância da doação

Em 2019, a AMES quer continuar gerando oportunidades para que os sertanejos tenham a oportunidade de conhecer as boas novas de Jesus. Para continuar com este trabalho, precisamos de sua ajuda: as doações são recursos importantes para termos a estrutura necessária e colocarmos em prática nossos planos visando obedecer ao Ide no Sertão.

Faça parte destas conquistas e ajude a mudar a vida de milhares de sertanejos por meio da Palavra de Deus! Você pode nos ajudar com orações, sendo um voluntário ou contribuindo para que a AMES continue com a obra missionária nas comunidades rurais do Sertão brasileiro. Clique aqui e faça a sua doação!

2

Cuidado missionário: amor a Deus e ao próximo

Cuidar daqueles que cuidam: esse é o trabalho de Levi Custódio Liberato e Suely Regina Frata Liberato no Sertão. O casal de pastores, que atua há dois anos no Cuidado Missionário da AMES, circula pelos povoados dando apoio a pastores e obreiros que atuam no campo de missões. Saiba melhor como funciona esse lindo trabalho!

O cuidado missionário é essencial para dar apoio aos pastores e obreiros que levam a Palavra de Deus pelo Sertão e identificar as necessidades de cada um. Ele acontece por meio de visitas às igrejas, visitas individuais e reuniões em grupo com os missionários.

“Nós ouvimos as necessidade e atuamos com orientações, aconselhamentos e assistência aos pastores e obreiros. É uma forma de supervisionar o trabalho missionário, verificar se ele está gerando bons frutos e solucionar possíveis problemas. Além desse apoio individual, também percebemos o que pode ser melhorado de uma forma geral no trabalho em cada povoado”, explica Levi.

Apoio e supervisão

Essas palavras definem o trabalho de Levi e Suely pelo Sertão. Aqueles que já passaram pelo Cuidado Missionário com o casal são gratos pelos ensinamentos. “Esse trabalho nos ajuda a passar pelas dificuldades e obstáculos, e seguir em frente. O aconselhamento é muito importante para fortalecer o nosso trabalho missionário, e também a nossa vida pessoal”, ressalta o missionário Lucas Bispo.

Conheça a AMES

O objetivo da AMES é continuar levando a palavra e o amor de Deus para esse povo tão carente. Clique aqui para conhecer mais sobre os nossos projetos. Seja voluntário e nos ajude a levar sorrisos para o Sertão!

1

Empenho e dedicação: o que é ser um missionário?

Transformar a vida do povo sertanejo por meio da palavra e do amor de Deus é uma das nossas principais missões. Para isso, contamos com uma importante ajuda de missionários de vários lugares do país. Mas você sabe o que significa ser um missionário? A AMES explica!

Muito mais do que evangelizar

Missionário não é só aquele que anuncia o Evangelho, mas também é aquele que vive cada um dos ensinamentos de Jesus e os transformam em atitudes de solidariedade. As palavras de um missionário devem ter o poder de reunir e entusiasmar desde uma única pessoa até uma multidão.

Missão no Sertão

Visitar comunidades rurais, organizar e realizar cultos em locais abertos são algumas das funções de um missionário no Sertão. Por lá, eles evangelizam e ajudam na construção de igrejas nas comunidades visitadas. Hoje, AMES conta com missionários em 26 municípios de três estados brasileiros: Bahia, Pernambuco e Piauí.

Quem pode ser um missionário?

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Como diz o versículo de Marcos 16:15, a missão é para aqueles que querem levar a palavra de Deus para outras pessoas.

Se você tem o desejo de ser um missionário, peça para a sua liderança pastoral entrar em contato com a nossa equipe: a AMES conta com um processo para que tenhamos colaboradores de nossa confiança atuando ao lado dos sertanejos.

Clique aqui e conheça mais sobre os nossos projetos!

2

Perfil Missionário: Bernardino e a obra de Deus em família

Transformar vidas por meio do amor de Deus: essa tarefa tem sido executada com muita dedicação por Bernardino Firmino da Silva, de 46 anos. O missionário atua na base de São Gabriel, na Bahia, ao lado da família: a esposa Maria da Paixão Silva e os filhos Lucas (clique aqui para ver o Perfil Missionário dele), de 26 anos; Miqueias, 25; Keyla, 21; e Micael, 19. Todos os filhos, segundo Bernardino, cresceram ouvindo a Palavra de Deus e, hoje, também levam o amor de Cristo pelo Sertão.

Natural de Lapão, também na Bahia, Bernardino faz trabalhos missionários há 15 anos. Em 2014, quando conheceu a AMES, passou a evangelizar nos povoados do interior da Bahia. “Foi automático, pois o trabalho missionário é um chamado de Deus. No começo, logo quando você entende o chamado, é um pouco difícil. Mas Ele vai nos ajudando e dando força para continuar esse trabalho lindo”, conta Bernardino.

Transformação do Sertão

O trabalho missionário no Sertão é cercado por algumas dificuldades, como o alcoolismo e o histórico de violência de alguns povoados. No entanto, com o trabalho de Evangelização, muitas cidades já apresentam melhorias. “Isso é o que nos move. Ver pessoas e povoados serem transformados por meio da palavra de Deus. É muito gratificante”, completa o missionário.

Entre as atividades desempenhadas por Bernadino no Sertão estão visitas de casa em casa nos povoados do interior de São Gabriel (BA), reuniões e cultos, aconselhamentos e formação de lideranças. Uma benção!

Conheça a AMES!

Nos ajude a continuar a levar o amor de Deus para o Sertão brasileiro. Conheça nossos projetos e seja voluntário! Além de Bernadino e seu filho Lucas Bispo, você pode saber mais sobre a trajetória de outros missionários aqui no blog da AMES: conheça as histórias de Pastor Carmelino, Filipe Chagas, Manoel Brás e Ediran Medeiros, que espalham o amor de Deus pelo Sertão.