top of page

Missionários da AMES participam de Congresso de Pastores e Líderes (CPL) em Brotas de Macaúbas (BA)

Os missionários da Agência Missionária de Evangelização do Sertão (AMES), da região de Brotas de Macaúbas (BA), passaram por um momento de muito aprendizado, despertamento e encorajamento espiritual.


É que aconteceu no município o Congresso de Pastores e Líderes (CPL), nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho, realizado pela Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte há mais de 20 anos e neste tempo já reuniu milhares de pastores e líderes ministeriais de todo o Brasil com preletores nacionais e internacionais.

A edição que aconteceu na região do Semiárido nordestino contou com a parceria do Conselho Missionário Presbiteriano para Evangelização do Sertão (Comipres), da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) e apoio da AMES.


Jeremias Pereira, pastor titular da Oitava Igreja, relata que a instituição liderada por ele tem a visão de ser uma igreja bíblica, contemporânea, acolhedora de pessoas, presente na cidade e parceira na evangelização do mundo.


Há mais de 20 anos, a igreja realiza parcerias com missões voltadas para evangelização dos sertões e em lugares menos evangelizados. O interesse em realizar o CPL em Brotas de Macaúnas começou a ser gerado quando, a convite de Antônio Torres, idealizador da AMES, o pastor Jeremias conheceu a região e foi impactado pela visão missionária.

“A experiência de realizar o congresso neste ano no sertão foi empolgante e impulsionadora. Foi brutal e exponencial!”. declarou o pastor Jeremias.


Um dos objetivos dos três dias de programação foi conectar pastores, obreiros, missionários e outros líderes que estão envolvidos na expansão do Reino do Senhor Jesus. “Também foi conceder a oportunidade de participarem de um congresso onde podem ser encorajados e encorajar uns aos outros e, que alguns, talvez, ainda não tivessem oportunidade de participar de algo semelhante”, acrescentou Pereira.


Os participantes puderam aprender mais sobre seu ministério assistindo a palavra de preletores, além de Jeremias Pereira e Israel Abreu, respectivamente os pastores titular e auxiliar da Oitava Igreja. Também entregaram a palavra o psiquiatra Roberto Ailmer e os pastores Tiago Torres, Eduardo Borges, Jeferson Gomes e Deivson Torres.


“Foi um tempo muito abençoado e muito abençoador, maravilhoso, uma oportunidade de encorajar os irmãos. Foi uma grande chance de servir, e estender o braço à igreja sertaneja, que muitas vezes não conta com tantos recursos”, acrescentou o pastor Israel.


Impactos

O encontro reuniu 170 pessoas, entre missionários da AMES, do Comipres e da Junta de Missões Nacionais da IPB, além de pastores de outras denominações que atuam no Sertão. “Foi um momento de grande aprendizado. Os missionários amaram e pediram para repetirmos a experiência no próximo ano”, destacou Deivson Torres, presidente do Comipres.


“O CPL sertão foi uma bênção desde o início do seu projeto. Nós sabíamos que duas coisas aconteceriam com certeza: que iríamos abençoar e inspirar os irmão do sertão e que seriamos ainda mais abençoados e inspirados pelos irmãos do sertão”, destacou Lucas Davi, um dos organizadores do congresso.


Durante o evento, os participantes viveram momentos de oração, de trocas de experiências, conversas, testemunhos de ambos os lados. Por um lado, os organizadores foram inspirados pela vida dos irmãos que estão no campo. Por outro, os preletores conseguiram passar ferramentas, ânimo, ideias novas e palavras inspiradoras para os missionários.


O que marcou o CPL Sertão:

- Oração: Milhares de intercessores foram mobilizados antes, durante e mesmo no pós congresso. A oração revela o quando a igreja depende da bênção de Deus para sua jornada.

- Finanças: Dezenas de pessoas investiram ofertas especiais para o financiamento e realização do Congressos e voluntários que apoiaram na área de cozinha, lanche e alimentação.

- Cooperação múltipla: Pregadores, pregadoras e líderes das oficinas, irmãos e irmãs que apoiaram com a música, som, transmissão pela internet, fotografia, transporte, cozinha, organização e limpeza dos espaços que utilizados; a presença dos pastores, missionários e famílias e variados irmãos e irmãs que se desdobraram para participar presencialmente ou on-line.


Comments


bottom of page