Dia do Nordestino: a AMES homenageia os sertanejos - AMES

1

Hoje é o Dia do Nordestino, uma data muito significativa para nós da AMES! Os sertanejos são a razão do nosso trabalho e do nosso esforço. A evangelização feita com os moradores das comunidades rurais nordestinas é gratificante e transforma profundamente a vida dos sertanejos. Hoje, no Dia do Nordestino, nós vamos homenagear esse povo que tanto nos mobiliza. Veja!

O sertão está em nós!

O sertão é um ambiente de natureza rica e de povo guerreiro. O contato constante com os sertanejos possibilita que nós vejamos a evolução em suas vidas através da Palavra de Deus. O mesmo sentimento é o que a Suliana Ferreira relatou para nós quando se formou na Escola de Missões:

“Aqui descobri mais do meu chamado, dons e seus fins. A escola nos ensina a ver igrejas em pessoas e através do relacionamento ganhá-las e cumprir o Ide de Jesus”, afirma.

O Dia do Nordestino é o momento de enfatizarmos o nosso amor pelo trabalho missionário no sertão. Faça parte desse movimento também!

 dia-nordestino-missoes

Dia do Nordestino: tempo de reflexão

Além de ser um momento de comemoração, o Dia do Nordestino deve ser uma reflexão do como podemos ajudar a evangelização no sertão. Nossa responsabilidade é grande e devemos seguir com nossa missão. Os nordestinos são um povo guerreiro e a ação da Palavra de Deus está proporcionando evolução em suas vidas. É isso que nós move!

A comunidade de Marruá, na Bahia, é um exemplo do quão impressionante é a transformação de vidas através do Evangelho no sertão. A células de estudo atuantes na comunidade abriram espaço para o aparecimento de líderes religiosos locais e colocaram em evidência a vocação dos nordestinos de propagar a Palavra de Deus.

Mobilização pelo sertão no Dia do Nordestino

Neste Dia do Nordestino, além de homenagear o povo sertanejo, nós queremos enaltecer a riqueza desse território vasto. Aqui no blog da AMES, você conheceu um pouco mais sobre Acauã, Bom Jesus da Lapa e Marruá. Quer saber mais? Participe de nossas ações missionárias!

Não deixe o Dia do Nordestino passar em branco, se mobilize! Para finalizar nossa homenagem, que tal ouvir o cantor e, nosso parceiro no sertão, Juliano Son?