A conquista de um sonho: 9 casamentos no Sertão

2

No sertão de Marruá, 9 casais se casaram e agora seguem juntos na missão de louvar e amar Cristo. A AMES, com a ajuda de missionários e fornecedores, conseguiu fazer uma celebração cheia de carinho e afeto para o povo do sertão.

Confira como foi esse dia de alegrias!

Primeiros passos

Casar é uma experiência nova no sertão, por nunca ter sido uma prioridade. Porém, com o conhecimento da Palavra de Deus, essa realidade mudou e casar tornou-se um sonho! Por isso, a AMES, com a ajuda dos missionários e de fornecedores da Bahia e do Espírito Santo, fez acontecer o casamento de 9 casais.

Em conversa com Irala Freitas, da PIB de Vila Batista – ES, que mobilizou recursos para o casamento, afirmou que foi difícil reunir as informações necessárias. “Era para ser 15 casais, porém apenas 9 tinham os documentos. Muitos não tinham nem certidão de nascimento” disse.

O casamento no civil teve custo zero, realizado por meio do programa Casamento Social. A AMES participou de todo o processo, levando os casais para Juazeiro, no cartório de Marruá.

Preparação para o grande dia

Muitos parceiros se mobilizaram para realizar esse casamento no sertão. Irala mencionou o medo de assustar os sertanejos. “Por serem simples, o medo era fugir da realidade e assusta-los. Por isso, confeccionamos roupas que estivessem presente na vida dessas pessoas”.

As roupas das noivas foram desenhadas e assinadas pela estilista Arley Sipolatti. Os tecidos foram doados pela Malharia Luiza.

Eloisa Goulart da Silva produziu as peças para as mulheres do sertão, sem perder a beleza e descrição desse povo. Ela também doou as camisas para os noivos e a loja Blink, na pessoa da senhora Camila Bermudes, doou as calças usadas por eles. As damas de honra estavam graciosamente vestidas pelas mãos da costureira Dulci Lima.

 

Com doações da igreja, doceiras da comunidade e voluntárias, foi feito o bem casado típico da região, de puba e embrulhado na palha de bananeira.

Laíse Guerra foi a cabelereira e maquiadora, junto às voluntárias. As mulheres receberam um dia de noiva, com direito a massagem nos pés! Já as alianças, foram doadas pelos missionários, Ronildo e Márcia da Silva.

A hora do “sim”

Apesar de toda a preparação, restavam medos e incertezas no povo do sertão. Até que o pastor Ronildo os encorajou. A partir daí, Deus tocou o coração de cada um e os deu coragem para essa nova etapa!

Para mais notícias e conquistas do sertão, acompanhe nosso blog.