Perfil missionário: pastor Manoel atua no sertão da Bahia - AMES

4

O corpo missionário que compõe nossa equipe é o que faz a AMES concretizar tantas realizações no sertão. Cada um que participa é essencial para o nosso trabalho. Neste post, vamos apresentar o pastor Manoel Brás de Oliveira Neto, um missionário que vem colocando em prática a evangelização no sertão de Bom Jesus da Lapa, na Bahia. Veja!

Experiência que traz sabedoria

O pastor Manoel é um dos nossos parceiros no trabalho missionário desenvolvido em Bom Jesus da Lapa. Ele chegou na região em outubro do ano passado e, nesses sete meses, já contribuiu para que mais sertanejos abraçassem o amor de Deus.

Ele chegou ao sertão baiano com uma carga de experiência que o auxilia no trabalho missionário. Manoel viveu por sete anos em Sergipe implantando igrejas em regiões nas quais o Evangelho era ignorado pela população.

“Eu vim para dar continuidade ao trabalho missionário na cidade. Estamos levando as pessoas a viverem uma experiência com Deus, despertando neles uma visão mais missionária. A AMES tem ajudado bastante e louvamos a Deus por essa rica parceria desenvolvida”, descreve.

Trabalho missionário no sertão

O pastor Manoel atua na evangelização em Bom Jesus da Lapa com um grupo de 15 pessoas, que também contribuem para espalhar o amor de Deus entre os sertanejos. Em um primeiro momento, o número de envolvidos nas ações pode parecer pouco, mas o empenho e o amor ao trabalho missionário é algo que engrandece o trabalho dos nossos voluntários e ajuda a despertar os sertanejos da vida sombria sem o amor de Deus.

“O comprometimento dos participantes nos ajuda a levar o Evangelho em uma abrangência maior entre os sertanejos”, ressalta.

Convívio com o povo sertanejo

O povo sertanejo é o que faz nosso trabalho missionário ainda mais gratificante. A cada pessoa convertida com o amor de Deus, vemos florescer uma nova vida cheia de esperança, mesmo em um ambiente muitas vezes hostil. É exatamente isso que Manoel destaca em sua trajetória no sertão até o momento.

“A simpatia desse povo é envolvente, sentir a presença deles é algo muito bom. Quando nós chegamos em suas casas, a recepção é calorosa. É um povo muito simples com uma pureza de alma nos marca”, relata o pastor.

Gostou de conhecer mais um parceiro do nosso trabalho missionário no sertão? Continue acompanhando nosso blog e conheça as pessoas que têm ajudado na atuação da AMES!