“O mundo precisa de um pai”: evangelização que muda vidas - AMES

0

A evangelização é transformadora para a pessoa que abraça o amor de Deus, que age como um pai para nós. A ausência da figura paterna pode influenciar muito na vida de um homem e, diante disso, nasceu o projeto “O mundo precisa de um pai”. Nós conversamos com Alex Sander Lamberto Lima, responsável por coordenar a ação no Nordeste em parceria com a AMES. Veja!

O que é “O mundo precisa de um pai”?

Sabendo das sérias consequências que a falta de uma figura paterna pode trazer, “o mundo precisa de um pai” é um movimento mundial que visa a contornar essa situação através da evangelização. A corrente é liderada por Cassie Carstens, na África do Sul, e no Brasil quem toma a frente é Klaus Olivero.

O pastor Alex é o responsável por coordenar o projeto no Nordeste, em especial no sertão, onde a AMES atua. Nesta região, a situação de abandono entre sertanejos é muito frequente, colocando-os em uma posição de vulnerabilidade.

Alex afirma que a falta da presença paterna é um dos grandes males da sociedade e contribui para a situação atual do mundo. “Nós acreditamos que a ausência da figura paterna traz desiquilíbrios emocionais e comportamentais na vida de uma pessoa. Se o pai não for presente na vida de uma criança, ele vai trazer consequências desastrosas na vida dessa pessoa, como crises existenciais depressão, angustia, ansiedade, violência e vício”, explica.

Como o movimento atua no sertão?

A evangelização é renovadora na vida dos jovens sertanejos diante da realidade em que vivem. Assim, o movimento “O mundo precisa de um pai” promove ações com o objetivo de levar Deus como a figura paterna que muitos sertanejos não possuem.

“Um dos projetos realizados é um treinamento de três dias no qual nós trabalhamos em cima de quatro pontos sobre um pai, de acordo com o que a bíblia fala. Então explicamos sobre a transmissão de autoridade e de identidade, afirmação do potencial e da segurança emocional que essa figura é responsável na vida da criança”, conta Alex.

Outra ação de evangelização do movimento acontece através do esporte: uma equipe passa por treinamentos de três dias com a igreja. Depois de capacitados, esse grupo passa atuar nas comunidades com aulas de futebol, no qual o treinador se coloca como um pai espiritual para que as crianças participantes possam ser bons pais no futuro.

“Nós também aplicamos palestras em escolas, empresas, centros de recuperação, igrejas, seja qual for o órgão”, completa.

Evangelização no sertão

“Vidas têm sido restauradas e nós somos desafiados a nos capacitar mais e mais para podermos tratar as pessoas psicologicamente, afinal, as sequelas emocionais são muito graves”. É dessa forma que o pastor define o sentimento de participar de um movimento de evangelização tão transformador no sertão.

Alex é uma dessas pessoas que acreditam no poder da oração como agente transformador. Faça isso também! Ore pelos sertanejos!